Blog

Seminário Internacional Equidade de Gênero no Setor Público

Screen Shot 2018-06-14 at 10.21.13

Screen Shot 2018-06-12 at 5.51.13 PM

Screen Shot 2018-06-14 at 11.33.43

Em 11 e 12 de Junho, aconteceu em Brasílian (DF), na Escola Nacional de Administração Pública, o Seminário Internacional Equidade de Gênero: Representação Política das Mulheres. Organizado pelo Programa Diálogos Nórdicos, Brasil e América Latina. Apoiado pela ONU Mulheres, Programa Eurosocial + Clacso e Flacso.

De acordo com o site ONU Mulheres, o objetivo do evento foi debater sobre “a equidade de gênero nas políticas públicas, as dificuldades para a implementação de medidas para a sua promoção e desafios para o seu alcance numa perspectiva internacional (…)”

Foi uma programação densa, concentrada neste dia e meio de apresentações e discussões sobre a presença, o papel e as possibilidades de atuação das mulheres em lugares públicos de decisão, ou posições públicas de poder.

Participei como ouvinte, representando o Termo de Cooperação Técnica entre a Universidade Presbiteriana Mackenzie e o Instituto Brasiliana (projetomackenziebrasiliana), interessada principalmente em trazer para nossa equipe abordagens que nos permitam pensar modos de articulação e contribuição dos raciocínios do projeto de arquitetura e urbanismo para as pautas políticas brasileiras, tendo em vista a participação das mulheres.

Um dos aspectos que mais chamam a atenção neste e em outros eventos que discutem a posição e o papel das mulheres nos âmbitos públicos, está a constatação de que…

… as políticas públicas são sempre mais eficientes quando levam em conta as diferenças entre mulheres e homens!

Isso é o que mostram, reiteradamente, números, estatísticas e indicadores de avaliação de impacto de políticas públicas ao redor do mundo.

Neste contexto, dentre os pontos que valem a pena destacar deste interessantíssimo evento, estão (deixo os mais otimistas para o final!):

Três pontos gerais:

1.) Uma representação feminina pequena em cargos políticos em um país é sintoma de uma democracia enfraquecida;

2.) A representação significativa das mulheres em cargos políticos, induz a mudanças efetivas nos caminhos políticos do país;

3.) Quando um grupo ultrapassa o teto de vidro, ajuda outros grupos a ultrapassarem também;

Três alertas:

1.) As mulheres que chegam a ocupar cargos políticos são mais frequente e intensamente vítimas de expressões de crítica desqualificadora (comentar as roupas, o cabelo, etc.. da candidata ou representante política) e violência (física e verbal) provindos da mídia e redes sociais e em locais públicos;

2.) Quando finalmente eleitas, as mulheres são mais direcionadas a pastas e comissões de cultura, família, educação e saúde, e menos a finanças, negócios internacionais…

3.) As mulheres em cargos políticos são frequentemente excluídas dos círculos decisórios nos vários âmbitos de governo;

Três motivos para ser otimista:

De acordo com Jacira Melo, Diretora Executiva do Instituto Patrícia Galvão, a análise de dados fornecidos pelo Ibope permite constatar que:

1.) As mulheres decidem os resultados das eleições – são elas as maiores influenciadoras de seus círculos próximos na decisão sobre em quem votar;

2.) Mulheres votam em mulheres sim – ainda que as candidatas precisem ter candidaturas bem estruturadas, o que é um desafio maior para elas do que pare eles;

3.) As mulheres sabem com precisão identificar os problemas de suas comunidades e são interessadas em engajar-se em processos de solução deles. O problema é identificado na fraca atuação dos representantes políticos, após sua eleição;

Em uma breve síntese, a promoção deste Seminário significou um impulsionar de ânimos às mulheres para que continuem interessando-se, e participando cada vez da vida e da cena política no país. O posicionamento e participação política fortalecem a cidadania.

Ao citar Saskia Sassen, a Vice-Diretora da Flacso Uruguai, Ana Gabriela Fernández, lembra que a realidade da cidadania não é vivida no âmbito do país, mas no âmbito das cidades. “Devemos voltar às cidades como espaços estratégicos aonde entender a a ordem social atual.” E é nas cidades que arquitetas, arquitetos e urbanistas têm seu principal foco de atuação. Ou seja, mãos à obra!

Abraços,

Ana Gabriela Godinho Lima

(publicado originalmente em: https://femininoeplural.wordpress.com/2018/06/14/seminario-internacional-equidade-de-genero/)

Screen Shot 2018-06-14 at 10.38.14

Fontes das imagens:

Painel:  http://www.onumulheres.org.br/noticias/seminario-internacional-equidade-de-genero-no-setor-publico-comeca-hoje-56-em-brasilia/

Auditório: facebook “Diálgos Nórdicos”

Selfie e apostila: Arquivo próprio

A super-heroína: https://www.facebook.com/dialogosnordicos/photos/rpp.1985495881667351/1987892528094353/?type=3&theater

 

 

 

Anúncios

O Grupo de Pesquisa Cidade Gênero e Primeira Infância convida para a palestra e bate papo com o antropólogo Tião Rocha.

convite Tião Rocha - 2

O Grupo de Pesquisa Cidade Gênero e Primeira Infância convida para a palestra e bate papo com o antropólogo Tião Rocha.
Dia 04 de Outubro de 2017, às 9:00.
Local: Auditório Benedicto Novaes Garcez – Prédio 9

‘Museus em conexão’: próximas atividades

As Professoras Dra. Patrícia Pereira Martins e Ms. Ana Paula Pontes, lideres do Projeto de Pesquisa “Museus em Conexão”*, irão participar dos seguintes eventos internacionais:

Seminários internacionais do ICOM
International Counsil of Museums
setembro e outubro de 2017

ICOM – CIDOC 2017, TBLISI

ICOM – MPR 2017, AMSTERDAM

*O projeto ‘Museus em Conexão’ se realiza no âmbito do Termo de Cooperação entre a Pós-Graduação FAU Mack e Instituto Brasiliana.

Atividades realizadas pelo ‘Museus em Conexão’: Roteiro de Museus em NY

A Atividade de Pesquisa – Viagem à Nova York “Roteiro dos Museus em Nova York” foi realizada como atividade de extensão integrada ao eixo de Pesquisa “Campo Museal” e ao Projeto de Pesquisa “Museus em Conexão” que se realiza no âmbito do Termo de Cooperação entre a Pós-Graduação FAU Mack e Instituto Brasiliana, e foi liderado pelas Professoras Dra. Patrícia Pereira Martins e Ms. Ana Paula Pontes.

Confira a seguir os eventos realizados até o momento pelo projeto ‘Museus em Conexão’:


1) Tópico Especial Roteiro de Museus em NY (preparação) – 28/3 a 2/5

Download: Tópico Especial – Roteiro dos Museus em Nova York

ROT MUS NY AULA 2017-03-28 (2)


2) Tópico Especial Viagem Roteiro de Museus em NY – 21 a 27/7

Download: RELATÓRIO DE ATIVIDADES REALIZADAS TE NY

IMG_0839

 

*Veja mais informações e fotos no site www.museusemconexao.org, na aba “extensão”.

 

Projeto da FBvL em parceria com o Instituto Brasiliana criará cluster de pesquisa e design na Universidade Presbiterária Mackenzie em São Paulo

Untitled

Research and Design Cluster on Culture, Urbanism and Early Childhood Investment’ é o projeto que criará um cluster de pesquisa e design na Universidade Presbiterária Mackenzie em São Paulo, em parceria com o Instituto Brasiliana.

No site da Fundação Bernard van Leer é possível conferir mais informações sobre este projeto financiado, que foi um dos vencedores do edital Urban95 Challenge.

Education for urban planners in Latin America does not encourage them to contemplate the needs of children under five and their parents. The continent has urbanised rapidly, with four in five Latin Americans now living in cities and millions of children being raised in urban slums.

This project will create a research and design cluster at Mackenzie Presbyterian University in São Paulo, combining research and practice to create a course on child-friendly city design that can be delivered to groups ranging from experienced professionals to graduate students.

Veja a notícia aqui: https://bernardvanleer.org/urban95-challenge/university-course-for-latin-american-urban-planners/